Xiaomi no palco da Mobile World Congress

Vamos ter que esperar: Xiaomi não participará da MWC 2017

A Xiaomi pode até ter deixado o Brasil de vez, mas isso não impedirá que seus milhares de fãs brasileiros fiquem ansiosos pelos novos lançamentos. Porém, terão que esperar um pouco mais pelas grandes novidades, já que a empresa não participará da Mobile World Congress 2017, conforme confirmado por ela mesma.

Todos acreditavam que a MWC seria o grande palco para a Xiaomi apresentar algumas se suas maiores apostas para este ano. Seria a jogada óbvia, já que é um momento quando todos estão ligados nas novidades saindo de lá, ganhando repercussão internacional. E claro, sem falar das mais de 100 mil pessoas que atendem a feira.

Foi lá, por exemplo, que a Xiaomi lançou o Mi5. O evento, como de costume, foi transmitido ao vivo pela internet. Já em 2015, Hugo Barra tomou o palco na MWC e falou sobre a empresa que, com sua ajuda, se tornaria uma marca conhecida no mundo todo.

Culpa de Hugo Barra?

Não é só por conta dos aparelhos potentes e baratos que a Xiaomi chama a atenção dos brasileiros. O brasileiro Hugo Barra deixou a divisão Android do Google alguns anos atrás para liderar a equipe de expansão internacional na Xiaomi, criando uma espécie de laço especial com o Brasil. Pena que isso não foi o suficiente para fazer a empresa dar certo por aqui.

Como tudo que é bom chega ao fim, Hugo informou nesta semana que está deixando a Xiaomi e hoje foi anunciado por Mark Zuckerberg que ele será o chefe da divisão de Realidade Virtual no Facebook.

Será que a ausência na MWC 2017 está ligada à saída de Hugo? Possivelmente, já que ele era um dos principais rostos da empresa nesses eventos.

Então quando veremos o Xiaomi Mi6?

Obviamente, esperava-se que a Xiaomi apresentasse ao público o Mi6 na MWC, que começará no final de fevereiro. Agora com essa possibilidade descartada, sobra-nos apenas especulações.

Já que não teremos outro evento de porte similar em breve, provavelmente a empresa pensa em realizar um evento próprio. É o mesmo que a Samsung fará, já que o Galaxy S8 também não será lançado na MWC.

No final de dezembro um rumor que pouco foi acreditado afirmava que o Xiaomi Mi6 atrasaria meses por conta do Snapdragon 835, chegando apenas em abril. Agora esse rumor já parece fazer sentido.

Esta é a mesma razão dada para uma especulação de que o LG G6 não contará com o Snapdragon 835, se contentando com o Snapdragon 821. O grande culpado por tudo isso seria o Galaxy S8, que absorverá toda a capacidade de produção do chipset já que esta linha é tão bem vendida.

Fonte: TechCrunch

Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X