Talvez o principal atrativo do Galaxy S8 seja sua tela com bordas laterais curvas, dando a impressão de bordas mínimas. A Samsung vem chamando isso de “Tela Infinita” e torna o aparelho um dos, se não o mais elegante de todos os disponíveis no mercado hoje. Outra vantagem é que com isso, é possível utilizar uma tela bem maior (Galaxy S8 tem tela de 5,8 polegadas) sem que o aparelho em si se torne grande de mais. Ou seja, um phablet possível de ser utilizado com apenas uma mão.

Sendo assim, a “Tela Infinita” se tornou um atrativo que muitas marcas competidoras buscam implementar em seus produtos. Uma delas parece ser a Xiaomi. De acordo com um novas informações, o Xiaomi Mi Mix 2 e Mi Note 3 contarão com uma tela da AMOLED da Samsung curva nas laterais, provavelmente bem parecido ao que temos no Galaxy S8.

A informação vem de um usuário da rede social chinesa Weibo. Ele afirmou também que outras fornecedores de tela, como a LG, não serão abandonadas, mas fornecerão componentes para outros modelos.

Apesar de ser algo bastante interessante para os usuários, traz seus pontos negativos, especialmente dois. Primeiro é o preço. Essa tela é mais cara de ser fabricada do que uma comum, o que deve ser refletido no preço final do produto. Ninguém quer um smartphone da Xiaomi que não tenha um ótimo custo-benefício, já que esse é seu maior diferencial.

O outro é a fragilidade. Um dos principais pontos negativos do Galaxy S8 é a fragilidade de sua tela, o que pode custar bastante caro para ser trocada.

No mais, espera-se que o Xiaomi Mi Mix 2 conte com um aproveitamento incrível de tela, com bordas mínimas, além de especificações de dar inveja até para outros tops de linha. O Mi Note 3 também deve ser outro smartphone super poderoso, com 8GB de RAM e Snapdragon 835.