Após a Xiaomi lançar o top de linha Mi 6, que traz um hardware bem parrudo por um preço baixo, a companhia chinesa está preparando para levar ao mercado o Mi Max, um smartphone grandalhão que também possui números altos quando falamos em processadores e memória RAM.

O Mi Max deverá contar com uma tela de 6,44″ e uma bateria de 5.000 mAh

Antes de falar sobre o Mi Max, vamos refrescar a sua memória sobre o Mi 6, principalmente para você relembrar como a Xiaomi lida com os próprios produtos. O Mi 6 oferece, por US$ 360 (R$ 1,1 mil), um processador Qualcomm Snapdragon 835 — o mesmo do Samsung Galaxy S8 —, 6 GB de memória RAM, tela de 5,5″ Full HD, 64 GB de armazenamento interno (com opção de 128 GB), câmera dupla para a utilização de zoom óptico (com até 12 MP nas capturas) e bateria de 3.350 mAh.

 

Então, com um smartphone top de linha desses, a Xiaomi teve que aumentar alguns números para a linha Mi Max — que já pode ser enquandrada como phablets. O Mi Max deverá contar com uma tela de 6,44″ e uma bateria de 5.000 mAh. A resolução não foi comentada, mas deveremos ver algo 2k QHD.

O Xiaomi Mi Max 2 deverá chegar ao mercado chinês no dia 25 de maio

Enquanto isso, os rumores sobre o processador indicam a presença de um SoC Qualcomm Snapdragon 625 ou o novo Snapdragon 660, o que enquadraria o Mi Max 2 na categoria “intermediário potente” e baixaria o preço do phablet, segundo o PhoneArena.

O Xiaomi Mi Max 2 deverá chegar ao mercado chinês no dia 25 de maio, e isso significa que novos detalhes podem surgir a qualquer momento.  Abaixo, você vê uma foto do Mi Max, capturada pelo pessoal do PhoneArena.

Via: Tecmundo