O novo Volvo XC40 vem para entrar na briga pela liderança do segmento de Suvs compactos de luxo, dominado por Audi Q3, BMW X1, Mercedes-Benz GLA e Range Rover Evoque.

O XC40 será apresentado mundialmente ainda neste ano e desembarca no país entre março e abril de 2018. Na faixa de R$ 150 mil a R$ 200 mil.

O modelo é o primeiro desenvolvido a partir da plataforma modular CMA (Compact Modular Architecture), a segunda do tipo dentro da marca – a primeira, chamada de SPA, já é utilizada nos novos XC90, S90 e V90.

A nova plataforma deve substituir os veículos que ainda guardam resquícios da parceria com a Ford, como o V40 atual. O design reforça os elementos dos últimos lançamentos dos suecos, como os faróis dianteiros no estilo Martelo de Thor, a ampla grade com filetes verticais e o formato de ferradura das lanternas.

 

Embora ainda não tenha revelado todas as motorizações, a marca sueca confirmou que uma delas será a 1.5 de três cilindros em linha. Derivada do motor 2.0 com turbocompressor utilizado atualmente pela Volvo, a nova opção terá versões a gasolina e híbrida – este último com 180 cv, associado a um motor elétrico de 74 cv.

Além de inserir a Volvo em uma categoria na qual a marca ainda não estava presente, o XC40 preencherá a lacuna deixada pelo novo XC60.

A segunda geração do SUV médio ficou mais requintada e mais cara também, partindo de R$ 235.950 na fase de pré-venda – a marca já anunciou um reajuste para R$ 239.950 a partir de setembro, data na qual as primeiras unidades começam a ser entregues.

Via: QuatroRodas