Conhece a famosa tabelinha? Basicamente, é um cálculo que se faz baseado nos dias do ciclo menstrual para saber quando é o período fértil da mulher. Dessa forma, pode-se ter uma estimativa de quando a mulher está mais fértil. Contudo, a tabelinha também é usado como método contraceptivo, e nisso não é muito eficaz.

Porém, se a tabelinha é feita pelo aplicativo Natural Cycles, as coisas mudam de figura. O app foi aprovado pelo Ministerio da Saúde da Alemanha como método anticoncepcional. Isso significa que ele já pode ser considerado como uma medida contraceptiva em toda a Europa e classificado como dispositivo médico de classe llb.

Ao contrário de outros aplicativos de tabelinha, o Natural Cycles não funciona apenas a partir de cálculos de datas. A partir de um termômetro basal, a usuária mede sua temperatura cinco vezes por semana. Então, a partir de um complexo algoritmo, consegue identificar quando a usuária está ovulando ou não está mais em período fértil.

Quando a mulher está em seu período fértil, o aplicativo mostra um alerta vermelho alertando que proteção (como camisinha) deve ser utilizado. Já quando não está, o alerta é em verde dizendo apenas “Não está fértil”.

Apesar de parecer estranho um aplicativo sendo aceito como método contraceptivo por um governo, por trás dele há muita pesquisa cientifica. A eficácia de seu algoritmo foi comprovada, e além das pesquisas, o app possui o selo de qualidade CE 0123 da Tüv Süd e certificação ISO 13485. Por fim, a criadora Elina Berglund do app tem um currículo e tanto. Ela fez parte do projeto que comprovou a partícula de Higgs e ganhou o prêmio Novel de física em 2013. Seu marido Raoul Sherwitzl é o co-criador.

Se interessou? Basta você ou sua companheira ter um termômetro basal e instalar baixar o Natural Cycles na Play Store para Android ou App Store para iOS.