Apesar dos smartphones modernos contarem com hardwares mais poderosos do que alguns anos atrás, o bloatware pode representar queda de performance e limitar o espaço de armazenamento.

É pensando nisso que a Xiaomi está preparando um dos principais recursos do MIUI 9, a nova versão de sua interface Android. Os usuários poderão enfim desinstalar aplicativos que já vêm instalados de fábrica. Ou seja, aplicativos nativos do próprio sistema, como a calculadora.

A calculadora é um exemplo simples. Na verdade, especialmente em algumas interfaces, os aparelhos vêm abarrotados de aplicativos que jamais serão usados, mas utilizam recursos do sistema e hardware.

O problema é tão irritante para usuários mais exigentes que se torna a porta de entrada para ROMs customizadas, onde é possível ter maior controle sobre o sistema.

Além dessa novidade, o MIUI 9 também marcará uma nova filosofia na estratégia da Xiaomi. A empresa irá liberar grande parte de seus aplicativos na loja, permitindo que eles sejam instalados em smartphones de outras marcas.

Todas essas informações foram dadas por Ma Ji, Gerente de Produto da Xiaomi, durante uma palestra na Global Tech 2016. Infelizmente não foi dada uma previsão de quando a nova versão da MIUI chegará.

O MIUI 8 foi apresentado oficialmente em maio, então se espera que o MIUI 9 chegue em período similar de 2017.

X