firefox os

Mozilla oficialmente mata o Firefox OS com a demissão da equipe inteira

Com o sucesso dos smartphones, muitas empresas também quiseram entrar neste mercado e faturar um pedaço do bolo. Uma delas foi o Mozilla com seu sistema operacional mobile. Originalmente conhecido como “Boot do Gecko”, o Firefox OS era parte “original”, parte baseado no Android do Google.

A iniciativa deixou muita gente animada e ansiosa. Porém, parece que o sonho enfim foi oficialmente cancelado.

O Mozilla demitiu toda a equipe de cerca de 50 pessoas que estevam por trás do Firefox OS. A função da equipe era levar o sistema operacional para aparelhos conectados, incluindo smartphones. Entre os demitidos também está Ari Jaaksi, vice presidente sênior do Firefox OS. Parece que o diretor do projeto também está saindo.

O conceito do Firefox OS para smartphones era interessante. O projeto era de código livre e inteiramente baseado em tecnologias web. Tudo era escrito em linguagens web como HTML, JavaScript e CSS. Basicamente, o objetivo era criar uma plataforma grátis using tecnologias web para criar aplicativos, com foco em smartphones mais baratos. A ideia é similar ao de Steve Jobs no iPhone original, a não ser pelo foco em aparelhos baratos.

Tela inicial do Firefox OS 1.5

Tela inicial do Firefox OS 1.5

Com o fracasso do Firefox OS em entrar no mercado de smartphones, o foco se tornou a Internet das Coisas. A ideia era tornar o Firefox OS o sistema de escolha para aparelhos conectados, especialmente em países emergentes. Alguns produtos até foram lançados, mas abaixo da expectativa. O maior sucesso foi o uso em uma TV 4K da Panasonic.

Não é uma boa notícia para os fãs da Mozilla que sempre apostaram no sistema operacional. Parece que a empresa, que é sem fins lucrativos, continuará apenas focando em seu navegador, por enquanto. Uma pena, já que o foco da Mozilla não era lucrar e sim avançar a tecnologia e permitir que mais pessoas pudessem ter um aparelho de qualidade.

Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X