Google finalmente decide avançar no espaço de VR, que se formos levar ao ponto da letra ela até agora foi uma das únicas que fez este conceito funcionar com seu Google Cardboard, que já chegou a vender 5 milhões até hoje.

Para demostrar as capacidades de seu google Cardboard e a visão 360, ela nos trouxe o jump e juntou ela com o YouTube para que possamos sentir o que é um vídeo em 360. Por um tempo depois disso, vimos a Google ficar omissa quanto à VR, não se posicionando nem mesmo quando as maiores fabricantes começaram a se ingressar neste mercado. Em um artigo anterior falamos sobre a google entrar no espaço de VR, mas finalmente temos a confirmação disso e irá funcionar com um plano de partes da Google que inclui smartphones, headsets e o novo ecossistema Daydream.

Google's Using An Insane GoPro Rig and YouTube to Bring VR to Everyone

Google go pro Rig

No primeiro passo de smartphones, a google irá incorporar “modo VR” em seu próximo sistema operacional Android N. Assim os usuários terão mais do que apenas um smartphone em modo “vídeo”. Quando aparecer uma notificação o aparelho deve mostrar ela em tela de uma forma que não atrapalhe otimizando o uso no Google Cardboard. Essa otimização também virá ao tempo de resposta do display com que a Google promete de ser 20ms (milissegundos), o que é incrível.

O segundo passo são os VRs próprios da Google que não será exatamente para competir com os existentes, como o Oculus Rift ou o Gear VR, pois sabemos que a google nunca quer exatamente competir com suas parceiras e sim ser referência, como ela faz com os Nexus. No VR não será nada diferente, ela planeja criar um VR de referência para as outras fabricantes. No Google I/O ela mostra o aparelho em uso com um controle. Como ela pretende se diferenciar da forma que os VRs hoje funcionam, incluindo este controle, ainda teremos que ver.

 

O terceiro passo que a Google quer implementar envolve uma versão especial da Google Play para VR, tal como temos Google Play Livros e Google Play Filmes. Com isso você poderá navegar na loja procurando por aplicativos feitos exclusivamente para VR, facilitando com que você não saia olhando app por app sem saber se é ou não otimizado para VR. Para isso, ela até já catalogou alguns parceiros conhecidos como o The New York Times e o Netflix. A Google também criou um launcher especial para VR chamado de Daydream Home.

Daydream deve chegar até junho e o prévia para desenvolvedores está disponível à eles hoje. Aguardamos para ver a evolução que isso irá trazer para o espaço de VRs.

Fonte: Gizmodo