Cyanogen está tendo um pouco de trabalho em vender sua versão alternativa do Android para as fabricantes de smartphones, e por este motivo está fazendo cortes em membros da equipe para segurar as pontas.

A primeira fonte de notícia que veio a notificar isso foi o Android Police, onde informantes da empresa diz que pessoas estão sendo chamadas para reuniões às vezes em grupos para serem informados que terão de “deixar-los ir”.

Cyanogen levantou um número grande de investimento para seu projeto e é até então a melhor alternativa que alguns usuários têm para retirar o sistema que vem no aparelho para ter o Android mais próximo do Android puro. Mas mesmo com a popularidade com os usuários avançados que decidem modificar seus aparelhos, a Cyanogen não anda conseguindo convencer fabricantes de smartphones à aderirem o sistema alternativo criado por ela que exclui como obrigatoriedade os serviços (aplicativos) da Google como o YouTube, Gmail e até a Google Play Store. O mercado onde a empresa conseguiu algum lucro em venda do seu sistema alterativo é apenas com a OnePlus e a Micromax na Índia.

Mesmo com o auxílio e suporte da Microsoft, Cyanogen parece que ficou em um beco sem saída e não viu opção a não ser demitir alguns de seus funcionários. Vários executivos da empresa foram reportados saindo da empresa, como o chefe de produto Dave Herman.

Esperamos que isso não seja algo que faça com que a empresa feche suas ideias de oferecer o sistema alternativo em outros aparelhos. O Oneplus 3 que é um dos melhores aparelhos Android atualmente mostra o quanto o sistema da Cyanogen é util no mercado, pois além de fluido, o custo dele parece ser menor que o sistema da Google, o que a auxilia no baixo custo do dispositivo.

Via: Recode.net | Fonte: Android Police

Leave a Reply

Your email address will not be published.