Apple é multada em mais de R$ 24 milhões por não reparar iPhones na Austrália

Um tribunal australiano multou a Apple em 6,6 milhões de dólares (cerca de 24,8 milhões de Reais) por se recusar em corrigir erro em iPhones e iPads que tinham sido reparados com peças de terceiros.
Os usuários entraram em contato com a Apple para obter ajuda quando seus telefones foram bloqueados pelo “Erro 53”, uma atualização de software que simplesmente tonava inutilizável os aparelhos que haviam sido reparados com peças de terceiros.

Em 2016 que pelo menos 275 clientes australianos haviam sido afetados, segundo eles a Apple afirmava que os aparelhos não eram elegíveis para reparo. Desde então, a empresa chegou a 5.000 clientes afetados, segundo a Comissão de Concorrência e Consumidores da Austrália.

A Apple disse em 2016, quando o erro apareceu pela primeira vez, que era o resultado da “verificações de segurança” para garantir que um sensor legítimo do Touch ID estivesse sendo usado. “Se o iOS encontrar uma incompatibilidade, a verificação falha e o Touch iD para, inclusive para uso do Apple Pay.”
Essencialmente, os erros apareceram devido a uma interrupção no link entre o Touch ID e o sistema de segurança da empresa, embora todo o dispositivo tenha sido afetado, não apenas o sensor de toque. A Apple posteriormente emitiu sua própria correção para o problema.
A empresa ainda chegou a alegar que havia resolvido esse problema no iOS 9.2.1. No entanto, ao que parece, o defeito não foi realmente corrigido. Isso porque muitos australianos continuaram reclamando que seus aparelhos ficaram sem acesso ao Touch ID.
Visto isso o tribunal Australiano tomou como medida uma multa de mais de 6,6 milhões de dólares caso a Apple não forneça a substituição imediata desses aparelhos por outros novos!

Via

Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X