Todas as novidades chegando com o Android O; primeiro beta é liberado

O evento Google I/O 2017 trouxe uma onda de novidades, mas a principal para centenas de milhões de usuários é o Android 8.0 O. A empresa anunciou o que podemos esperar do novo sistema operacional e os usuários já podem se cadastrar no programa beta para testar a novidade.

Basicamente, o Google dividiu as novidades do Android O em duas partes: as chamadas “Fluid Experiences” e “Vitals”.

Fluid Experiences

“Fluid Experiences” se trata das novidades chegando ao Android com a atualização. A primeira é a “Picture-in-Picture”, que permite ao usuário pressionar o botão Home e retornar para a tela inicial enquanto minimiza o aplicativo ativo em uma janela pequena. A função estará disponível para apps como YouTube, Netflix, Google Maps e “muitos outros” quando o Android O chegar.

Os “Notification Dots” são outra novidade interessante que chega com o Android O. Nele, pequenos pontos aparecerão nos ícones de apps na tela inicial quando você tiver uma notificação vindo de determinado aplicativo. Poderá então pressionar o ícone para ver as notificações sem precisar abrir o aplicativo.

Outras novidades menores incluem a chegada da função de “auto completar” além do Chrome, assim como a seleção inteligente de texto para copiar e colar. Ou seja, quando você selecionar um texto, o Google utilizará seu aprendizado de máquina para tentar determinar a seleção exata que você quer copiar.

Vitals

O Google também anunciou novidades para tornar o Android mais seguro. Um novo programa chamado “Google Play Protect” visa manter os usuários longe de aplicativos perigosos. De acordo com a empresa, atualmente são realizados 50 bilhões de escaneamentos por dia, mas que agora as ações de segurança estarão visíveis ao usuário. Será possível, por exemplo, ver quando qualquer aplicativo foi escaneado pela última vez, ou até iniciar um novo escaneamento com o Google Play Protect.

Além disso, o Google afirma que o tempo de boot para iniciar aparelhos rodando Android O será até duas vezes mais curto. Diz também que todos os aplicativos serão mais rápidos e rodarão com menos engasgos, graças à mudanças no código base do Android. Também serão adicionados novos limites para a localização e execução de aplicativos rodando de fundo para melhorar o gasto energético e consumo de memória.

Por fim, desenvolvedores receberão automaticamente relatórios indicando os principais seis problemas em todos seus aplicativos que levam ao consumo exagerado de performance e bateria.

Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X